Shie Odaira ministra aulas de dança no Japão

Texto A+ A-

 

Data: 20/08/2014

- VEJA FOTOS ABAIXO DO TEXTO -

Fonte: Jornal Tribuna (Bastos, Iacri e Tupã)

A professora do Judô Bastos Ballet Shie Odaira realizou uma das viagens de seus sonhos exercendo aquilo que mais gosta de fazer: ensinar dança. Em Kani, província de Gifu, Shie Odaira ministrou cursos de street dance, afro e tecido acrobático ao grupo Dance, formado por dekasseguis (brasileiros que trabalham no Japão) e japoneses da Igreja Dynamus, durante um mês, entre 20 de junho e 19 de julho.

O interesse do grupo pelas aulas da professora foi motivado por uma sobrinha de Shie Odaira, que faz parte do grupo no Japão. No período, ela ministrou o curso de manhã e à noite. “O grupo é formado essencialmente por adultos, a grande maioria trabalhadores de fabrica. Apesar de lida puxada, todos eram muito animados e dedicados às aulas”, frisa.

Diferentemente do Brasil, onde a predominância de mulheres em academias de dança é absoluta, a presença masculina no curso em Gifu surpreendeu a professora bastense. “Havia muitos homens interessados nas variadas modalidades, com destaque para o tecido acrobático, que é assimilado mais rapidamente pelo publico masculino em razão da força física. Os homens conseguem desenvolver os exercícios nesta modalidade com maior facilidade”, explicou.

Encantamento

Além da cidade onde ficou hospedada, Shie Odaira visitou Nagoya e Kyoto, antiga capital japonesa, e apesar do pouco tempo, observou os contrastes entre os dois países. “Fiquei muito impressionada com a limpeza e a organização do povo japonês. Notei também que tudo funciona bem. Não existe espaço para improvisos”, explicou.

Em Kyoto, a bastense teve a oportunidade de conhecer o Kinkaku-ji (Templo do Pavilhão Dourado). Um dos símbolos do país, essa construção data de 1397 e foi concebida para receber as tropas do shogun (senhor feudal), Yoshimitsu Ashikaga. O templo é todo revestido de folhas de ouro. “O Japão é um pais que tem uma historia muito rica e a preserva de maneira exemplar”, relatou.

Encantada com a terra de seus antepassados, ela revelou a vontade de retornar em breve. “Os alunos do grupo Dance me convidaram para conhecer Gifu no inverno (que no hemisfério norte começa em dezembro), mas ainda não decidi, pois não gosto do frio”, confessou.

Fotos

 

publicado em 20/08/2014 às 06h37

Veja mais

 
 
  • Portal Transparência
  • Matricula 1
  • Matricula 2
  • Estácio
  • Granja Ono
 
 

Associacão de Judo de Bastos - Telefone: (14) 3478-1946

Av 18 de Junho, 400 - cep: 17690-000